Doenças condições de gatos

Dermatite de alergia à pulga em gatos

Dermatite de alergia à pulga em gatos

Visão geral da dermatite alérgica à pulga em gatos

A dermatite alérgica à pulga é a alergia mais comum em gatos e é causada por picadas de pulga, especificamente a saliva da pulga. É uma doença muito pruriginosa e predispõe ao desenvolvimento de infecções secundárias da pele.

Abaixo está uma visão geral da Dermatite de Alergia à Pulga em Gatos, seguida de informações detalhadas sobre o diagnóstico e tratamento dessa condição.

Curiosamente, a maioria dos animais com alergia a pulgas tem pouquíssimas pulgas - por serem comichão, eles se cuidam excessivamente, eliminando qualquer evidência de pulgas. No entanto, duas picadas de pulga a cada duas semanas são suficientes para fazer com que um gato alérgico a pulgas coça o tempo todo. Qualquer animal pode se tornar alérgico a pulgas, embora alguns gatos sejam mais atraentes para pulgas do que outros.

As pulgas são insetos sugadores de sangue com uma vida útil de 6 a 12 meses. Esse tempo de vida é influenciado pelas condições ambientais e pode variar de duas a três semanas até um ano. As condições ideais incluem umidade de 75 a 85% e temperatura de 65 a 80 graus Fahrenheit. A umidade é mais importante que a temperatura. A pulga adulta passa a maior parte de sua vida no hospedeiro, enquanto os estágios imaturos (ovos) são encontrados no ambiente.

O que observar

  • Comichão grave
  • Mastigação e mordida da cauda, ​​garupa, pernas traseiras e ocasionalmente pernas dianteiras
  • Lesões escorrendo (granuloma lamber) da mastigação
  • Pontos quentes nos quadris ou no rosto, que causam graves danos à pele por arranhões
  • Diagnóstico da dermatite alérgica à pulga em gatos

    A dermatite alérgica à pulga é uma causa comum de coceira e arranhões em gatos, mas outros problemas médicos podem levar a sintomas semelhantes. Outros distúrbios que devem ser excluídos são:

  • Alergia alimentar
  • Atopia
  • Trauma ou outra causa de irritação local da pele
  • Sarna sarcóptica
  • Queiletielose (uma infestação por ácaros)
  • Otite externa (infecção no ouvido)
  • Defeitos primários de queratinização

    Alguns animais de estimação podem ter mais de um problema médico. Por exemplo, coçar ou morder devido à irritação da pulga pode causar um "ponto quente" (dermatite úmida aguda) e pode ocorrer uma infecção bacteriana secundária da pele (pioderma).

    O diagnóstico da alergia à pulga é feito com base na história, sinais clínicos e uma resposta positiva ao controle da pulga.

    Tratamento da dermatite alérgica à pulga em gatos

    O tratamento da dermatite alérgica à pulga envolve três fases:

  • Prevenção de picadas de pulgas. A parte mais importante do tratamento é evitar picadas de pulgas com controle agressivo de pulgas em seu gato e no ambiente.
  • Tratamento de infecções secundárias da pele. Antibióticos e drogas antifúngicas podem ser necessários para tratar infecções secundárias da pele desencadeadas pela alergia à pulga.
  • Quebrando o ciclo de coceira. Se o seu gato estiver com muita coceira, pode ser necessário um ciclo curto de esteróides para interromper o ciclo da coceira e deixar seu gato mais confortável.
  • Cuidados preventivos

    Use um produto eficaz para o controle de pulgas em seu gato regularmente, começando um mês antes do início da temporada das pulgas e continuando até um mês após o término da temporada das pulgas.

    Use aspiração freqüente e estratégias de limpeza de carpetes para remover ovos e larvas do ambiente interno do gato. Use um serviço profissional de limpeza ou exterminação em casos difíceis.

    Consulte o seu veterinário imediatamente se o seu gato desenvolver lesões cutâneas agudas (dermatite úmida aguda) como resultado de morder ou arranhar pulgas. A limpeza frequente do seu gato com um “pente para pulgas” pode ser útil para remover pulgas.

    Informações detalhadas sobre dermatite alérgica à pulga em gatos

    Os cuidados veterinários devem incluir testes de diagnóstico e recomendações de tratamento subsequentes.

    Diagnóstico em profundidade

    Testes de diagnóstico geralmente são realizados para confirmar o diagnóstico de dermatite alérgica à pulga e excluir outras doenças que podem causar sintomas semelhantes. Os testes podem incluir:

  • Histórico médico completo, incluindo perguntas sobre coceira, áreas de envolvimento, histórico anterior de problemas de pele, dieta, resposta à terapia e quaisquer condições médicas concomitantes
  • Um exame físico completo, incluindo o exame da pele
  • Testes de flotação fecal para determinar a presença de parasitas gastrointestinais concomitantes ou identificar vermes transmitidas por pulgas
  • Raspas de pele examinadas ao microscópio para detectar ácaros da sarna (sarcóptes, cheyletiella, demodex). O ácaro da sarna sarcóptica pode ser muito difícil de encontrar e várias raspagens de pele podem ter que ser coletadas.

    O seu veterinário pode recomendar testes de diagnóstico adicionais para excluir ou diagnosticar outras condições. Esses testes garantem atendimento médico ideal e são selecionados caso a caso. Exemplos incluem:

  • Um hemograma completo (hemograma ou hemograma) para identificar infecção ou inflamação e anemia, que pode ser observado em infestações graves por pulgas. Ocasionalmente, uma alta porcentagem de eosinófilos circulantes pode ser vista no esfregaço de sangue. Este tipo de glóbulo branco pode ser encontrado em números aumentados em alguns animais com infecções parasitárias.
  • Testes químicos no soro para avaliar a saúde geral do gato e para avaliar a função de órgãos vitais, como fígado e rins
  • Testes de alergia, como o teste radioalergossorbente (RAST) ou o ensaio imunoabsorvente enzimático (ELISA), embora a precisão e a utilidade desses testes sejam variáveis
  • Teste de alergia intradérmica (teste de pele) para identificar os alérgenos responsáveis ​​em animais alérgicos. A maioria dos gatos alérgicos a pulgas reagirá ao antígeno de pulgas usado neste teste.
  • Exame microscópico do material coletado do ouvido externo para verificar se há ácaros ou organismos infecciosos como bactérias ou leveduras
  • Tratamento em profundidade

    O tipo de tratamento para pulgas em seu gato vai depender de vários fatores:

  • A severidade da infestação
  • Se você tem apenas um gato ou gatos, ou ambos, gatos e cães
  • Se seus animais de estimação passam todo o tempo em ambientes fechados ou em ambientes fechados e em ambientes externos
  • A época do ano em que o problema ocorre
  • Área de exposição a pulgas como quintal ou parque público do animal
  • Se o animal é ou não alérgico a pulgas

    As recomendações para lidar com pulgas de gatos incluem:

  • Muitos produtos disponíveis para o tratamento de infestações por pulgas. Todos os produtos têm vantagens, desvantagens e podem ou não ser seguros para uso com outros produtos.
  • Alguns produtos "vendidos sem receita" disponíveis sem receita médica, como pós de pulga, sprays e colares que contêm piretrina, que são moderadamente eficazes. Os produtos de controle de pulgas mais potentes são os de prescrição disponíveis no seu veterinário.

    Os produtos de controle de pulgas prescritos são os mais potentes e incluem:

  • Capstar® (nitenpyram), um produto oral que resulta em morte por pulgas dentro de quatro horas após a administração
  • Program® (lufenuron), um produto que pode ser administrado por via oral ou por injeção e que inibe o desenvolvimento da pulga
  • Frontline® (fipronil) e Advantage® (imidacloprid), produtos tópicos colocados diretamente na pele que previnem e matam pulgas
  • Revolution® (selamectina), um produto tópico que evita pulgas, dirofilariose e alguns parasitas intestinais

    Se seu animal de estimação já tiver pulgas, ele deve ser morto primeiro com produtos como Capstar® (nitenpyram), Frontline Plus® (fipronil) ou Advantage® (imidacloprid).

    As recomendações para o controle de pulgas variam de acordo com as variações locais e regionais do clima. Novos produtos de controle de pulgas estão sendo constantemente desenvolvidos. Consulte o seu veterinário sobre o produto mais novo e eficaz para sua área e circunstâncias específicas.

  • Cuidados de acompanhamento para gatos com dermatite alérgica à pulga

    O tratamento ideal para o seu gato requer uma combinação de cuidados veterinários em casa e profissionais. O acompanhamento é importante, especialmente para gatos alérgicos a pulgas. Administre conforme indicado os medicamentos prescritos pelo seu veterinário.

    Marque as datas em seu calendário que devem ser tratadas e avaliações de acompanhamento. Siga as medidas preventivas recomendadas pelo seu veterinário, conforme apropriado para a estação do ano e sua localização geográfica.

    Entre em contato com o seu veterinário se tiver dificuldade em administrar os medicamentos prescritos ou se os resultados não forem os esperados.