Doenças condições de gatos

Reação alérgica a vacinas em gatos

Reação alérgica a vacinas em gatos

Reação alérgica felina às vacinas

As imunizações (ou vacinas) têm como objetivo estimular o sistema imunológico, a fim de proteger o animal de um agente infeccioso específico. No entanto, esse estímulo pode causar alguns sintomas menores. Seu animal de estimação pode reagir às imunizações de maneiras que variam de dor no local da injeção, febre leve a reações alérgicas, que podem variar de leve a grave.

  • Suave. Reações leves incluem febre, lentidão e perda de apetite. Reações leves geralmente desaparecem sem tratamento.
  • Moderado. A urticária é uma reação vascular moderada da pele, marcada por urticária ou urticária, e rápido inchaço e vermelhidão dos lábios, ao redor dos olhos e na região do pescoço. Geralmente é extremamente coceira. A urticária pode evoluir para anafilaxia, que é considerada com risco de vida. A urticária é a reação mais comum em gatos.
  • Grave. A reação mais grave é a anafilaxia, uma resposta alérgica súbita e grave que produz dificuldades respiratórias, colapso e possível morte. Os sintomas geralmente incluem início súbito de vômito, diarréia, impressionante, queda rápida da pressão arterial, inchaço da laringe levando à obstrução das vias aéreas (e incapacidade de respirar), convulsões e colapso ou morte cardiovascular. Esta reação é fatal para o seu gato.
  • Tanto a anafilaxia quanto a urticária são reações desencadeadas por anticorpos que o sistema imunológico produziu em alguma porção da vacina e geralmente requerem pelo menos uma exposição anterior à vacina. Os anticorpos fazem com que células inflamatórias, como basófilos e mastócitos, liberem substâncias que causam a reação alérgica. O impacto no gato pode ser fatal, mas se tratado com sucesso, o prognóstico para a saúde a longo prazo é bom. Reações leves geralmente desaparecem sem tratamento.

  • Diagnóstico de reações à vacina felina

    Não há teste diagnóstico para anafilaxia ou urticária, mas um exame físico rápido mostrará sinais comuns de uma reação alérgica e a história revelará vacinação recente.

    Tratamento das reações felinas à vacina

  • A anafilaxia é uma emergência extrema. Seu veterinário começará o suporte imediato à vida em emergências, incluindo o estabelecimento de vias aéreas abertas, administração de oxigênio, fluidos intravenosos para aumentar a pressão sanguínea e medicamentos como epinefrina, difenidramina e corticosteróides. Gatos que sobrevivem aos primeiros minutos geralmente retornam à saúde normal. A anafilaxia geralmente ocorre logo após a vacinação, geralmente enquanto o gato ainda está na clínica veterinária.
  • A urticária ocorre logo após a vacinação, geralmente logo após o animal chegar em casa. Seu veterinário recomendará o retorno imediato ao hospital para tratamento. Um anti-histamínico oral, como a difenidramina (Benadryl®), pode ser recomendado para iniciar o tratamento. A urticária é geralmente tratada com sucesso com corticosteróides injetáveis, como dexametasona ou prednisona. Os anti-histamínicos fazem pouco para ajudar nas reações alérgicas agudas, mas podem ser administrados por injeção para ajudar a prevenir a recorrência dos sintomas após o esgotamento dos esteróides.
  • Reações leves de vacinação geralmente não requerem tratamento. No entanto, se os sintomas persistirem por mais de 24 horas, chame seu veterinário.
  • Cuidados Domésticos para Reações a Vacinas em Gatos

    Certifique-se de agendar consultas de vacinação quando estiver disponível para monitorar seu gato após a administração da vacina. Certifique-se de ligar para o seu veterinário com quaisquer dúvidas ou preocupações.

    Cuidados preventivos

    A boa notícia é que reações graves à vacinação são raras. O risco de anafilaxia e urticária é muito mais raro do que o benefício da vacina na maioria dos casos. Você pode limitar as vacinas àquelas que previnem doenças às quais seu gato pode ser exposto. Seu veterinário é o melhor juiz de quais vacinas são necessárias para proteger contra as doenças em sua área.

    O seu veterinário registrará qualquer reação adversa às vacinas para ajudar a impedir que essas vacinas sejam administradas novamente. É uma boa idéia também manter um registro.