Doenças condições de cães

Infestação por ancilóstomos em cães

Infestação por ancilóstomos em cães

Visão geral da infestação por ancilóstomos em cães

A infestação por ancilóstomos é a invasão e multiplicação do intestino delgado por um parasita sugador de sangue. Ancylostoma caninum é o mais importante e comum ancilóstomo em cães. Outras espécies menos comuns também existem.

A infecção pode ser adquirida antes do nascimento ou durante a amamentação de uma cadela infectada. A ingestão de larva pode resultar em infecção. A larva também pode migrar através da pele.

A infestação por ancilostomídeos é mais comum em filhotes e na população geriátrica ou cronicamente doente. Não há predileção por raça ou sexo, embora seja comumente observada em cães canil.

O que observar

  • Diarréia
  • Vômito
  • Fraqueza
  • Membranas pálidas do muco
  • Anemia
  • Má condição corporal
  • Pouco apetite
  • Perda de peso
  • Diagnóstico de infestação de ancilóstomos caninos

    Um conhecimento aprofundado da história e dos sinais clínicos é sempre importante e mais útil para o diagnóstico. Os testes de diagnóstico necessários para confirmar o diagnóstico de infestação por ancilostomíase incluem:

  • Flotação fecal para documentar os ovos
  • Hemograma completo (CBC) se houver suspeita de anemia
  • Tratamento da infestação de ancilóstomos caninos

    Filhotes em um ambiente com histórico de infecções por ancilóstomos devem ser tratados rotineiramente em intervalos de duas semanas até o desmame. Vários agentes estão disponíveis para desparasitar indivíduos infectados.

  • Pamoato de pirantel e fenbendazol
  • A higiene do canil e a desinfecção apropriada são extremamente importantes no controle / eliminação de infecções
  • Trate pacientes que apresentam sinais clínicos graves como pacientes internados para restaurar anormalidades de líquidos e eletrólitos e potencialmente transfundir os indivíduos extremamente anêmicos
  • Assistência Domiciliar e Prevenção

    Administre medicamentos prescritos. Esteja ciente de animais de estimação severamente afetados e que possam precisar de apoio e hospitalização.

    A prevenção de ancilóstomos pode ser conseguida através da administração mensal de anti-helmínticos (vermífugos) feitos especificamente para prevenir infecções. A higiene do canil é extremamente importante na prevenção da infecção.